Carregando... Aguarde...

Dicas

Descubra como degustar e avaliar aromas de vinhos

Postada em 31/07/2017 às 13:36:20

Um vinho e todo o seu processo de degustação é bem mais complexo do que imaginamos. O lugar onde a uva foi plantada, o país, região, clima, tipo de uva, técnica de fabricação e a mão do homem influenciam diretamente na produção final do vinho. Eles apresentam um mundo diverso e particular de variações de aromas e sabores.


Se você ainda não sabe como avaliar e degustar um vinho, nós temos boas dicas!


vinhos-aromas-001.png

COMO IDENTIFICAR OS AROMAS?


A memória olfativa é uma das mais poderosas funções do cérebro humano. Ao sentir um cheiro, ela te remete à épocas da vida, lugares visitados e lembranças das mais diversas formas. Segundo Émile Peynaud, um especialista na enologia moderna, os aromas são definidos em famílias: florais, frutados, especiarias, animais, vegetais, minerais, balsâmicos, químicos e empireumáticos. Quando se tem uma noção sobre as famílias e os aromas que elas possuem, fica mais fácil de definir as suas preferências quando assunto é vinho. O importante para  treinar o nariz é cheirar frutas outros itens para guardar na memória e assim ter um arquivo maior para se divertir.


vinhos-aromas-002.png



NA HORA DE DEGUSTAR

Na hora da degustação é importante que a nossa impressão sobre o vinho não seja alterada por influências externas. O paladar deve estar limpo de qualquer substância. Sugestão: comer um pedacinho de pão pode ajudar a tirar qualquer sabor que esteja na sua boca.


  • O primeiro passo é a cor do vinho, se ele estiver turvo, é um sinal de que algo possa estar errado. O correto é que ele seja brilhante e transparente.

  • Em segundo, vem o nariz. É importante girar a taça do vinho para que os aromas se soltem, e assim, senti-los melhor. A parte de avaliar os aromas é a deliciosa viagem que mencionamos acima. Aroma de rolha, mofo ou vinagre pode ser um defeito: o vinho pode ter sido mal armazenado ou possui algum problema na fabricação.

  • Por fim: a boca. Nossa sensibilidade aos taninos, álcool e acidez são diferentes, cada elemento, você sente em partes diferentes da boca


Para identificar e sentir melhor o vinho é importante que após o primeiro gole, o vinho passe por toda a boca. O que faz a boca salivar é a acidez, enquanto o tanino amarra e o álcool esquenta. Esses três elementos formam o corpo do vinho que pode ser leve, médio ou encorpado.


Uma curiosidade: a doçura é mais fácil de ser percebida na ponta da língua, a acidez nas zonas laterais e o amargor na parte de trás.


Uma dica especial: para melhorar a avaliação do vinho, na hora de dar o gole,  aspire um pouco de ar entre os lábios. O oxigênio vai fazer com que aumente as sensações em sua boca.



AGORA QUE VOCÊ TEM NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE AROMAS, VAMOS EXPERIMENTAR?

Já que estamos te explicando cada processo e curiosidades sobre como avaliar um vinho, que tal conhecer alguns rótulos para treinar sua degustação? A Vinho Seleto é especialista no universo dos vinhos e tem muitas opções para você montar uma adega e viver essas experiências.


vinhos-aromas-003.png